Comida queimada jamais será aproveitada???

Entrei na noite e saí na minha madrugada, pensei e tentei colocar as minhas ideias em dia, tentei esquematizar, pois é desta forma que melhor me organizo para perceber as minhas acções, reacções e o que isso reporta nas minhas pessoas e na minha relação com elas, sózinha tenho a consciencia que nada sou… elas fazem-me falta.

Tenho noção que como ser humano tenho defeitos e tento francamente evoluir.

 A vida que temos ou aquilo que somos fisica e emocionalmente traduz-se num aglomerado de situações e recordações de onde tiramos, (ou não) lições ou experiencia de vida, e a nossa pessoa é moldada conforme.

 Já me apercebi que a idade não conta em muitas situações, já conheci velhos com uma inocencia espantosamente deliciosa e jovens com uma malicia e experiencia de vida que me faz duvidar por vezes da sua real idade.

 Tenho consciencia que ainda tenho tanto que aprender. Será que vale a pena? ( lembro-me dos tolos…serão felizes?)

 Situações novas me surgem e eu fico estagnada, não sei como agir e o medo de meter os pés pelas mãos é grande para não sofrer consequencias, por isso tenho de me agarrar ao que é positivo para daí receber boas vibrações, relembro-me habitualmente de ocupar a mente e o corpo porque a vida passa a correr e há tanto para fazer e descobrir, saber dar graças de que cá estou, alegrar-me pelas coisas pequenas, certas e boas que recebo no dia a dia. Sorrir depois das mãos limparem as lagrimas, porque assim vou sentir diferenças brutais (sinal que estou a  crescer).

 Escolher é um comportamento que me exige dois tipos de sensações, uma imediata malicia que trás depois um trago a azedo ou a calma e pensada para resolver melhor a situação, não quero perder-me na duvida entre o certo e o errado, não quero ser fria e calculista ao ponto de estar sempre a ponderar os meus passos, quero ter uma resposta rápida e acertada, é possivel????

Às vezes a hesitação torna-se numa segunda pele, algo tão intuitivo como respirar fundo, sim respirar…quando hesito respiro, só assim sinto a escolha e a faço. Sentir para escolher, sentir para vencer, sentir para amar, para brigar, para reatar, sentir para perdoar e pedir perdão.

Que engraçado, sentir que a escolha deve ser vencida não será antes deixar-se vencer pela mesma?

«« A temperatuda desceu, os meus pés estão gelados… queria algo quentinho que neguei. »»

Tento esquematizar, não me quero esquecer da ordem natural das coisas…sete sensações que me assombram a mente, sete apenas que neste momento me perturbam e deambulam tentando chegar em 1.º lugar e que me tentam dizer algo: passado, amor, verdade, medo, saudade, futuro, esperança.

Palavras tão curiosas que para cada um trás um sentido diferente devido à já falada experiencia de cada um, cada uma com uma interpretação diferente.

 

Se for dormir será que isto passa?

Vou tentar…

 

Beijinhos de uma Hera confusa…

2 pensamentos sobre “Comida queimada jamais será aproveitada???

  1. Todas as pessoas sensíveis têm momentos de insegurança… e aprende-se algo em cada minuto que passa.
    Respira fundo… Pensa… Sente… o ser maravilhoso que és !…
    Beijo e abraço do titio sincero.
    J S

  2. Esse enorme dom que tens – a facilidade com que expressas com simplicidade aquilo que é complexo é absolutamente singular
     
    Continuo a ler-te. SEMPRE
     
    Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s