Gostinho a rebuçados do “Zé Tucha” …

 

 

Sensação divina esta de sentir o cabelo pelas costas núas, movendo-o e arrastando-o de um lado para o outro, o que me trás uma leve cocega como se me acariciassem.

Cabelo dançante mediante o som de um toque de piano que me acalenta a mente e que me proporciona uma sensação de calmaria…

 

http://www.youtube.com/watch?v=qK_JfNlNSTk

 

Cada toque de cada tecla me faz pensar em mil e uma coisas boas e calmas…os mais graves aconchegam-me os mais agudos acordam-me e fazem-me lembrar onde estou.

 

Aí recordo-me…

 

Recordo que o coração está cheio, e palpita e pulsa lembrando-me que a vida é para viver e saborear, o que está feito…feito está, e se está mal, (ao som deste piano digo-te) facilmente na “vida” tudo se corrige, tudo se refaz enquanto houver tempo e esperança.

Começa hoje com: um sorriso, um pedido de desculpas, um abraço, uma hora a mais no trabalho, um chá com a avó, uma flor à mãe…uma ida à praia com o filho, uma carta para alguém longe, 2 minutos de telefonema para alguém que precisa de uma voz…tanta coisa e tão facil que podemos fazer.

 

E mais…

 

Coração cheio de rumos e caminhos que não ouso percorrer e provavelmente gostava, mas sei como lá chegar sem orientação de outrém … aparentemente eu nunca me perco só por vezes tenho aquela sensação de que estou perdida como se estivesse no meio de um mundo desconhecido com uma bússola partida na mão, mas eu não me perco, a intuição imerge, a razão serve de luz e o meu coração intenso e sólido guia-me …muitas vezes emocionalmente e a vida segue o seu rumo.

 

Deixemo-nos de saudosismos, se nos agarrarmos ao presente e o vivermos intensamente saberá muito melhor, cada vez mais somos seres pensantes habituados ao que foi e receosos do que está para vir… quero humildade e receptividade das pessoas, quero tb ser assim.

Ainda assim, há sempre uma noite em que a chuva traz em cada gotinha de água a sensação de inundação de saudade de uma vida que não volta e o pior nem é isto, o pior é que essa mesma chuvinha impede por vezes aceitar os dias de sol subsequentes.

 

Deixemo-nos de coisas…

 

“carpe diem”  … beijinhos da amiga Hera.

 

"Carpe Diem" quer dizer "colha o dia". Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.

 

 

4 pensamentos sobre “Gostinho a rebuçados do “Zé Tucha” …

  1. Enjoy the rain and the beauty of the raindrops, the smell of rain and the way each droplet feels on your skin… try to sleep… make your mind… I’m sure something will work perfectly…
    Beijo e abraço do Titio Amigo
    J S

  2. Olá,
    Agora falta-me a chuva para chorar sem ninguem ver…TOu sens+ivel e é inevitável k elas brotem…Enfim, nem sequer é de tristeza, mas sim de inquietação…
    Como sempre, escreves bem!!! Já sabemos disso né???Copmo ja te disse, teoria não te falta, ams ás vezes não é facil por em práticMas a vida é isto mesmo!!! Com todos estes sabores misticos ou misturados.
    Jinhos da amiga/colega…

  3. Do cota
     
    Essas tuas sensações capilares são encantadoras. Provavelmente nem tens cabelo espigado e o toque é mais suave. Ou certamente compraste um shampoo na boutique do lelo e o cabelo soltou-se em cachos de desejos reprimidos (li isto na maria).
     
    Beijinhos à esquimó

  4. Já reescrevi este comentário umas quantas vezes. Estou absolutamente sem jeito.
     
    Só para te dizer que encheste o meu "Bandulho Espiritual" com a força esmagadora da intensidade com que descreves este momento.
     
    Beijinhos
     
     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s