Queimada Galega

 
 
 

Porque me é tão difícil entender as pessoas?

Porque me é tão difícil entender sentimentos que não são lineares e rectos?

Porque é que há meias medidas nas atitudes, ao ponto de eu ficar sem saber se hei-de condenar ou entender.

Não compreendo meias palavras, meias medidas, meios sentimentos, qual será o intuito?

 

Não gosto de meios espertos, meios parvos, meios falsos ou meio verdadeiros.

Não os quero ao pé de mim….xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii…RUA!!!

 

Será que é menos condenável do se a maldade for por inteiro? Mas é intensional…

E os frutos valerão a pena?

 

Vivemos atados com laços bonitos e de vez em quando a “laçada” é tão apertada que nos corta a respiração. Apercebendo-nos de que o mal está a ser feito ficamos estagnados pois a mão que pega o laço é conhecida.

 

Romantismos a parte, com a minha idade e principalmente trabalhando no sítio onde trabalho, devia estar mais que habituada, convivo diariamente com intrigas, cinismos, cunhas, dissimulações. Tenho dias que fico com as células cinzentas a fumegar, nada de estranhar quando estamos a espera, mas quando advém de alguém de quem não esperamos … pois!

 

Compreender?

Aceitar?

Condenar?

Apontar?

 

 

Por enquanto vou deixar andar, e depois logo se vê! Mas reprovo!!!!

 

Um pensamento sobre “Queimada Galega

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s