Sabor doce das “Azedas”

 
 

Hoje apetece-me baloiçar o corpo numa rede , saborear o sol na cara, fechar os olhos e sentir o vento a roçar na minha pele.

Hoje o dia convida a celebrar a Primavera em consequência  trouxe-me boas recordações da minha feliz infância, lembrei-me dos piqueniques com os meus pais pelo campo, as correrias com o meu irmão e as aventuras inventadas ao momento pelos campos cheios de flores e pinheiros, a famosa azeda sempre enfiada na boca ao ponto de ficar com tique no olho do amargo, as espigas eram ripadas entre as mãos e atiradas para as  nossas camisolas, “Deixa ver quantos namorados vais ter”…

 

(Entre os platónicos e os “físicos” não sei se acertei)

 

Entretanto a mãe grita e chama para o almoço, sedentos e famintos somos guiados pela voz e pelo cheiro a comidinha caseira …

Arroz de salsichas, peixinhos da horta, pasteis de bacalhau e torta caseira e sumo o que naquele tempo só se bebia em dias de festa.

 

O tempo parecia tão extenso e vagaroso e sabia tão bem … estou deliciada com esta memoria e sorrio feita parva para o pc…

 

 

10 pensamentos sobre “Sabor doce das “Azedas”

  1. Que bonita época essa, e ainda melhor quando deixa boas e "suculentas" recordações!Tempo de colibris, de sandálias de peixe aranha e chinelo de enfiar no dedo, agora vulgarmente chamados de havaianas!Que finos nos tornamos:D

  2. A sorrir também fiquei eu agora…..Quantos hoje, se entregam a "ripar as espigas entre as mãos"? Ou a prevêr assim quantos namorados as meninas vão ter?Também…Olha…agora só me apetecia sair da jaula e ir por aí procurar espigas…boas!Vou-te esperando na "janela"…:)

  3. Hoje a historia é bem diferente… Olha tb estou quase a sair da jaula!Vamos beber uma "martinada" e ver o mar…? Não ripamos nada apenas vemos as gaivotas a passar… "Gaivotos"…bons! eheheheFatuxa, bora também… ; )

  4. Conheço, conheço! Variando do que diz o outro, vou lá sendo muito feliz…Eles são uns arrozitos de marisco, bem descascadinhos, and so on…De "pexites" vou percebendo. Agora já não pesco nada…

  5. Caramba, que tu és mesmo uma preguiça…Mas, olha, até que não é mal pensado ficar na eterna celebração da Primavera e eu alinho, pois.Também…em que é que eu não alinho, que seja bom, hein?Pois, eu não fugi, pois eu aqui estou.Toma lá uma beijoka! grandeeeeEspero que estejas muito bem. A gente fala-se por aí…

  6. HUMMM…Tás com xódades de ler as minhas nostalgias?Vou "repuxas" a minha veia poética para te fazer a vontade….beijos quelidaaaaaaaaa…goto de tuzinha

  7. E pronto…vem aqui esta pessoa (eu…;)) e tu continuas na celebração da Primavera! E, olha, caté não tá nada por aí e além de se celebrar…! Faria se estivesse…!!!E é por estas e outras queste país num se desenvolve e fica-se assim nos marasmos do costume. Até as crises são crises mal amanhadas e nada que se possam comparar, por ex, com a fabulosa e bem definida crise dos gregos. Opa, gregos somos nós…ou não é…? Olha…não sei o que me deu…perdi-me por aqui, credo. Fiquei emocionada, é o que é, com as tuas recordações de infância e axim, caté gosto, mas …já passou uma Primavera…esta é outra, ihih.Bem, miguinha, eu adoro-te, tu sabes, mas …às vezes deixas-me embaraçadita…LOLOLOLOLBeijokinhasprontsss!

  8. rssssss….. olá minha querida!!!Realmente está na altura de mudar o sabor…pois muitas azedas dão cabo do palato. rsEncomendaram-me um texto… estou a pensar no assunto.Adolo tu tb… e embaraçadita és linda… pois gosto de uma pessoa com "cores" .Jitos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s